terça-feira, 3 de dezembro de 2019

SABORES QUE FICAM >> CINEME-SE 2019


Mais do que ver, o espectador pode degustar com todos os sentidos a última edição do Cineme-se no formato de Festival. Foram 11 edições de muitas experiências do cinema dentro de expansões sobre o que pode ser um Festival de Cinema Expandido, agora outros caminhos serão trilhados. São 15 anos de realizações independentes e sempre buscando expandir as inúmeras possibilidades de se fazer cinema. 

Nesta edição celebramos os 20 anos de Cineclube Lanterna Mágica, da Unisanta, os 90 anos da atriz Fernanda Montenegro e os 70 anos do cineasta Pedro Almodóvar. Tudo dentro do tema desta edição que foi sobre o “Movimento no cinema através dos saberes e sabores do feminino”. Foi com grande esforço e satiafação que trouxemos na abertura o filme “Alma Imoral”, de Sílvio Tendler (Brasil, 2019), com a presença do rabino e escritor Nilton Bonder, autor do livro que deu origem à peça de teatro e ao filme, para uma conversa com o público logo após a exibição.  Foram muios os caminhos percorridos, veja abaixo os Sabores Que Ficam: 

>> SABORES QUE FICAM


>> NOITE DE ABERTURA - FILME: "ALMA IMORAL"
A abertura aconteceu no Teatro do Sesc Santos, em 21 de novembro, às 19h, com a exibição do documentário “Alma Imoral”, de Sílvio Tendler (Brasil, 2019). Após a exibição aconteceu um bate-papo, com a presença do rabino e escritor Nilton Bonder, autor do livro que deu origem à peça de teatro e ao filme.




> Saberes Compartilhados: 
. Experiência de assistir cinema no território do teatro
. Discernimentos pessoais sobre o tema abordado do documentário
. Curiosidade sobre a forma que o livro seria abordado no filme
. Interesse do público sobre transgressão e ruptura
. Experiência do novo
. Humanização dos estereótipos
. Conhecimento sobre o autor e sua obra
 . Despertar do interesse pelo autor e sua obra
. Popularização do judaísmo
. Trocas de impressões do público com o autor da obra


---------------------------------------------------------------------------------------------


>> SESSÃO PIRUETA
A oficina lúdica e imersiva aconteceu no dia 22/11, às 14h, com vivências do Yoga, práticas sobre o primeiro cinema e exibição de curtas de animação e de audiodescrição para crianças de 6 a 10 anos.  Compareceram crianças e professores do Colégio Santa Cecília e Educandário Santista.




> Saberes Compartilhados: 
. Entusiasmos das crianças com o ambiente do Cineclube
. O aprimoramento dos sentidos através dos curtas com audiodescrição
. Alegria ao ser entregue um simples balão de ar como forma de lembrança
. Emoção das crianças com os curtas
. Inclusão e afeto na escola
. Empatia
. Cultura popular
. Atenção auditiva
. Sinestesia
. Percepção de afetos

---------------------------------------------------------------------------------------------

>> SESSÃO CINE AFETIVA
Sessão para expandir as percepções de pessoas com baixa visão ou com deficiência visual. Exibição de três curtas-metragens, apresentados com audiodescrição e sinestesia a partir da narrativa e estética dos filmes. Com vivências lúdicas a partir da prática de meditação e bate-papo após as exibições. Compareceram alunos do Lar das Moças Cegas e do Projeto Energia.  



> Saberes Compartilhados: 
. A gratidão dos alunos do Lar das Moças Cegas com o convite e pela didática trabalhada
. O entusiasmo dos deficientes visuais por estarem assistindo um filme depois de muito tempo, como um deles relatou.
. A participação e entusiasmo das senhoras com os curtas e a sessão como um todo
. Interação entre lugares de fala
. Expressões com o pontos de vista diferentes
. Emoção dos deficientes pelo evento

---------------------------------------------------------------------------------------------


>> WORKSHOP "CORES DE ALMODÓVAR"
O workshop Cores de Almodóvar aconteceu no dia 22/11, na Unisanta. Os participantes tiveram contato com o universo colorido de Almodóvar e também de artistas como Frida Khalo, Van Gogh e de outros cineastas como Peter Greennaway. Foram três horas de um encontro que mesclou uma parte teórica com um pouco de teoria das cores e a prática com exercícios criativos buscando personalidades, ambientes e cenografias essencialmente baseadas nas cores.


> Saberes Compartilhados: 
. Psicologia das cores
. Cinestesia das cores
. Uso das cores no cinema e nas artes visuais

---------------------------------------------------------------------------------------------

>> DEGUSTANDO ALMODÓVAR - NOITE DE TAPAS E SANGRIA
Desde a entrada até a sobremesa os participantes puderam experimentar a integração entre gastronomia e cinema presentes no cinema de Pedro Almodóvar na noite do dia 22/11. O roteiro da degustação começou com uma apresentação multimídia de clipes durante as entradas, em seguida aconteceu o momento “Almodóvar e o prato como testemunha” que sugeriu ao participante criar em seu imaginário um filme com a paisagem sonora, performance com uma Drag Queen, imagens projetadas no ambiente e os sabores da gastronomia espanhola. Para acompanhar a sobremesa foi exibido um delicioso curta-metragem surpresa e uma cena do filme “Dor e Glória”, com sorteio em seguida.  



Casal vencedor do sorteio "Vale um jantar"



> Saberes Compartilhados: 
. A ansiedade dos participantes para que pudessem entrar no restaurante 
. A união dos clipes com o “ambiente” que estavam relacionados gerou a combinação perfeita entre os participantes
. Apreensão para colocar as vendas 
. O medo do que seria colocado na degustação às escuras
. Surpresa ao tirarem as vendas e verem a Drag Queen com aquela expressão completamente despojada
. A tranquilidade que foi passada pela Drag Queen, mesmo tentando resolver problemas técnicos
. O entusiasmo dos participantes com as músicas que estavam sendo tocadas
. Intertextualidade entre a percepção gustativa e auditiva
. Jogo de texturas e sabores das cores
. Sensorial
. Presença na ação
. Slow food 
. Uso do prato como testemunha

---------------------------------------------------------------------------------------------

> CAFÉ AGRADO
A cine imersão com café sobre as cidades almodovarianas ocorreu no dia 23/11, com exibição de curtas convidados, experiências em Cine VR/360° e degustação de um combo com café especial + um sabor surpresa, baseados no cinema de Pedro Almodóvar. Houve um bate-papo sobre o tema com um cineasta, um VJ e uma sexóloga. A proposta era criar conexões afetivas entre Sampa e as principais cidades retratadas nos filmes de Almodóvar.




> Saberes Compartilhados: 
. A troca de saberes entre os profissionais de áreas distintas
. Reenquadramento de imaginários 
. Lugar de fala ao assistir um filme
. Cinema expandido
. Cinema e psicologia
. Foco narrativo
. Arquétipos

---------------------------------------------------------------------------------------------

>> PASSEIO "SAMPA CINE AFETIVA"
O passeio cultural, aconteceu no dia 24/11 pelo Centro de São Paulo para imergir e degustar o cinematográfico que habita a cidade, com visitas as ruas que foram locações e cenários de filmes e séries. Uma imersão cine afetiva de 1h30 realizada a pé, com direito a muitas informações, detalhes para degustando os sabores e aromas da cidade e praticando turismo de experiência, com guias especializados em cartografar os afetos urbanos.




Saberes Compartilhados: 
. O afeto do casal pelo percurso
. Registros com os olhares dos participantes
. Revitalização do centro
. Ressignificação do imaginário sobre a cidade 

. Cidade sensorial
. História do cinema no Centro Histórico de São Paulo


Aguarde que em 2020 tem muito mais... ;-)



Programação do Cineme-se 2019


As ações aconteceram de 21 a 24 de novembro de 2019, em Santos e São Paulo. Toda a divulgação foi direcionada para o Blog: http://cineme-se.blogspot.com/


quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Ciclo de cinema encerra com "A Pele Que Habito"

Durante todo o ano de 2019, o Cineclube Lanterna Mágica - Unisanta, trouxe diversas obras para serem degustadas durante a programação do ciclo “Para Sempre Cinema”. Em sua última sessão no ano, seria exibido o filme “Dor e Glória”, mas por não ter sido lançado em streaming ou DVD, decidimos substituir por outra obra do universo de Almodóvar. E o filme escolhido foi “A Pele Que Habito (2011, Espanha), na quinta-feira (07/11) a partir das 17h30, na Sala Maurice Legeard de Cinema (Bloco E, 5º andar da Universidade)

O ciclo, trouxe diversas trocas de temperos em suas sessões e na última não poderia ser diferente, sempre com uma live, via Facebook, que coloca o olhar afetivo do cineasta e professor coordenador Eduardo Ricci e de seu convidado especial às 17h, seguido da mistura das grandes paixões: Café, cinema, jogos de tabuleiros e um sabor que dialoga com o filme exibido, o “Para Sempre Cinema” se despede carregado de afetos e sabores que devem permanecer em nosso sempre. 


Sinopse: 

Roberto Ledgard (Antonio Banderas) é um conceituado cirurgião plástico, que vive com a filha Norma (Blanca Suárez). Ela possui problemas psicológicos causados pela morte da mãe, que teve o corpo inteiramente queimado após um acidente de carro e, ao ver sua imagem refletida na janela, se suicidou. O médico de Norma acredita que esteja na hora dela tentar a socialização com outras pessoas e, com isso, incentiva que Roberto a leve para sair.  O cirurgião pensa que a filha foi estuprada e elabora um plano para se vingar do suposto estuprador.

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Cineclube exibe clássico do cinema em ciclo

Se você soubesse que seu tempo de vida está acabando, o que você gostaria que fosse suas últimas lembranças?. É com essa pergunta que o Cineclube Lanterna Mágica - Unisanta, faz o convite para mais uma sessão do Ciclo “Para Sempre Cinema”, na próxima quinta-feira (17/10) a partir das 17h30, com a exibição de um dos maiores clássicos do cinema, “O Espelho” de Andrei Tarkovski (1997, Rússia) na Sala Maurice Legeard de Cinema (Bloco E, 5º andar da Universidade).
O ciclo, realizado em quintas-feiras intercaladas desde o primeiro semestre, traz diversas atrações para os participantes, tanto nas redes do cineclube com as lives, a partir das 17h, que abordam temas afetivos com o olhar do cineasta e professor coordenador do LabCine Eduardo Ricci e do convidado especial, como presencialmente mesclando grandes paixões: café, cinema, jogos de tabuleiro e um sabor relacionado a exibição, a sessão conta também com um bate-papo no final da exibição para troca de saberes que o filme trouxe.
Sinopse:
Um homem na casa dos 40 anos de idade está prestes a morrer e começa a relembrar o passado, os tempo de calmaria e a guerra. Os pensamentos e emoções de Alexei (Ignat Daniltsev), e também suas memórias. Ele relembra sua mãe que sofreu depois de ser abandonada com um filho pelo marido, os horrores da guerra e a sua infância. Momentos pessoais, mas que contam a história de toda a nação russa.
Programação:
24/10 - Dor e glória - Pedro Almodóvar

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Fernanda Montenegro - 90 Anos

Aos 90 anos, Fernanda Montenegro representa o ícone da cultura brasileira

Com repertório inquestionável, a atriz é símbolo da ética profissional e da construção artística


Por Jane Freitas

Se falar em Fernanda Montenegro já é uma responsabilidade enorme perante uma atriz que pode ser comparada a uma estrela da mais alta grandeza, imagine escrever sobre ela. Há que se refletir muito, juntar as palavras e pesá-las em uma balança, analisá-las minuciosamente, para enfim, bater o martelo se estão à altura de uma das mais consagradas mulheres que transformaram a arte e a cultura nacional.

Fernanda nasceu Arlette Pinheiro Esteves da Silva. Casou-se com o ator Fernando Torres, em 1953, com quem teve dois filhos: Cláudio Torres e Fernanda Torres.

Exemplo da verdadeira dramaturgia, Fernanda deu início à carreira aos 15 anos, na Rádio MEC, como locutora.

São 75 anos de trabalho e 90 de vida, de histórias.

Fernanda Montenegro é também a nossa homenageada durante a comemoração dos 20 anos do Cineclube Lanterna Mágica, da Universidade Santa Cecília – Unisanta.

A atriz que embala o espectador em atuações intensas e poéticas faz do cinema brasileiro uma jóia rara, sendo cada vez mais lapidada ao permitir que o seu brilho se propague, por meio do encanto da ficção que se mistura à realidade.

Fernanda é essa visibilidade do imaginário e do real, da arte expressiva e única.
E é nessa expansão em prol da imersão em vivências e narrativas, que o Cineclube, há duas décadas, também constrói a sua história, enraizada na visibilidade da educação artística projetada por meio da magia do cinema.

Primeira atriz a ser contratada em 1951 pela TV Tupi, Fernanda Montenegro sempre demonstrou verdadeiro talento para as artes. Defensora da cultura, sua personalidade de imensurável competência, ética e seriedade faz sua voz ser ouvida, impecavelmente, pela sociedade brasileira.
Além do rádio, tevê e teatro, Fernanda Montenegro não mediu fronteiras, e expandiu seu brilho também para as telas do cinema.


O caminho para a sétima arte foi ainda pela década de 1960. Entre os inúmeros filmes que a atriz atuou estão A Falecida, de 1964, A Hora da Estrela, de 1987, Veja Esta Canção, de 1997, Central do Brasil, de 1998, O Auto da Compadecida, de 2000 e Olga, de 2005.

O sucesso, reflexo de inquestionável talento, sempre acompanhou Fernanda em todos os trabalhos.
Desde 1955, prêmios, indicações e comendas passaram a fazer parte da carreira da atriz. Resultado de impecáveis atuações no mundo artístico e de sua determinada defesa à manifestação da cultura.
Foi a primeira brasileira e latino-americana indicada ao Óscar e ao Globo de Ouro de melhor atriz. Recebeu o Urso de Prata no festival de Berlim; Menção Especial no Festival de San Sebastian, Espanha; Medalha de Mérito Cultural, Portugal; Grã Cruz Nacional do Mérito; Entre outros. Uma lista verdadeiramente extensa de premiações louváveis e merecidas.

Em 90 anos de vida e 75 de carreira, Fernanda Montenegro esbanja simpatia, amor pelo trabalho, autenticidade, criatividade e uma lucidez para mais 90 anos.

A atriz é o símbolo da cultura, da arte e da história, tão nossa, tão brasileira, mas que também permitiu que a sua luz fosse refletida para o mundo, através das grandes telas, carregando consigo, uma parte de cada um de nós.
Olhares

Se uma imagem fala mais que mil palavras, imagine um olhar. Olhares expressam sentimentos, verdades, transparência. Não é atoa dizerem que “os olhos são o espelho da alma”.
Há profundidade no olhar. Eles são capazes de emocionar, de nos manter atentos a determinada ação, evento ou pessoa. São capazes de nos fazer sorrir, chorar ou sentir medo, pavor.

Assim são os olhares de Fernanda Montenegro: fortes, intensos, profundos, sentimentais. Independentemente do texto proclamado em cada trabalho, lá estão eles também falando – e falando muito – diga-se de passagem.

É impossível não dar atenção a ambos. São magnéticos. Seja de sua personalidade autêntica, seja de sua maestria profissional. Os olhares de Fernanda falam por si.

No filme Central do Brasil, de 1998, a personagem Dora, uma professora aposentada que escreve cartas para analfabetos, transmite os diversos contrastes dos olhares humanos, fortes, indiferentes, preocupados, ansiosos, amorosos, tristes e ternos. Dora se mostra um poço de desejos, de carências, ausências, medos cobertos por uma máscara de ferro. Contudo, ao conhecer o pequeno Josué, se vê obrigada a retirar a armadura, armadura há tempos cobrindo o coração e a alma, mas, em nenhum momento, o olhar.

Nos olhares de Fernanda Montenegro se enxerga a essência, a verdade, os mais intensos sentimentos. Nas grandes telas ou no teatro eles não reconhecem a ficção. Sempre serão os olhos da verdade.

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Passeio Cultural expande seus caminhos cinematográfico


O primeiro foi um sucesso, agora já tem data para acontecer o segundo passeio cultural pelo Centro Histórico da cidade cinematográfica de Santos, com um percurso maior e visitas em locações que foram cenários de filmes e séries. Anote na agenda, acontecerá no feriado de 12 de outubro, com saída marcada às 9h, na Praça Mauá, em frente à Prefeitura. Será uma imersão cine afetiva de 2h realizada a pé e com muitos afetos. Haverá informações sobre os filmes realizados, detalhes para degustar os sabores e aromas da cidade e praticar turismo de experiência com guias especializados em cartografar os afetos urbanos. Iniciativa da Ricci Filmes - Produtora da Experiência do Cinema, com parceria do LabCine - Unisanta, Fórum da Cidadania de Santos e Vídeo Paradiso. A inscrição pode ser feita gratuitamente pelo link: https://forms.gle/jS2rP9Rab6FNcWgc7

O Passeio Cultural – Santos Cine Afetiva é uma ação criada com o objetivo de pensar a cidade a partir do cinema e dos afetos de sua ocupação. A primeira edição celebrará os 20 anos do Cineclube Lanterna Mágica – Unisanta, espaço alternativo de cinema que fomenta a cultura do setor com atividades de pesquisas e práticas com vivências e análises das narrativas imersivas no cinema expandido, na gamificação, em realidade virtual e aumentada, sempre envolvendo alunos, professores e a comunidade de interessados em cinema. O projeto mais recente é o Mapa Cine Afetivo de Santos, iniciativa do pesquisador, cineasta e fundador do Cineclube, Eduardo Ricci. O mapeamento tem o objetivo de dar visibilidade ao cinema e suas histórias vividas e criadas na cidade de Santos, lançamento previsto para novembro deste ano.

Mais informações pelo e-mail: cinericci@yahoo.com.br, celular: (13) 98230-4599 ou pela página da Ricci Filmes: https://www.facebook.com/25riccifilmes/



>> INFOS GERAIS
. Dia: 12 de outubro *
. Horário: 9h às 12h
. Ponto de Partida: Praça Mauá
. Meio de transporte: Sola de sapato/chinelo e seus afetos
. Gratuito
* Em caso de chuva forte será adiado. Avisaremos aqui e na página do Facebook.

>> PROGRAMAÇÃO

> RECEPÇÃO
. Avisos e
. Dicas
. Destaques do itinerário
. Imersão Sonora Meditativa
. Dinâmica: Se essa rua fosse um filme?
. Mapeamento Cine Fotográfico

> JORNADA EM PLANO SEQUÊNCIA
- Pça Mauá > Ponto de partida
- Rua General Câmara
- Pça Rui Barbosa
- Rua do Comércio
- Estação Valongo
- Museu Pelé
- Rua Tuiutí
- Rua Conde D’Eu
- Boulevard Rua XV de Novembro
- Museu do Café
- Rua XV de Novembro
- Mural Banco do Brasil
- Alfandega
- Outeiro de Santa Catarina
- Teatro Coliseu

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Lembranças, café e um ciclo de cinema


Se você pudesse esquecer alguém de suas lembranças, será que realmente não se arrependeria? No dia 03/10, o Cineclube Lanterna Mágica - Unisanta convida para sabermos juntos a resposta dessa e de outras perguntas a partir da exibição do filme “Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças” (EUA, 2004) dirigido por Michel Gondry, a exibição faz parte da programação do ciclo “Para Sempre Cinema”

Acontecendo desde abril, em quintas intercaladas, o Ciclo mostra que a combinação de grandes amores como: cinema, café, jogos de tabuleiro e um sabor especial, faz muito sucesso entre os convidados.  O evento é dividido em quatro etapas. A partir das 17h é realizada uma transmissão ao vivo via Facebook, apresentada pelo professor coordenador do LabCine e cineasta Eduardo Ricci, acompanhado de um convidado surpresa com o tema “Cinema, café e memória” , às 17h30 se inicia a sessão de jogos de tabuleiros , junto com café e um sabor que dialoga com o filme exibido às 19h, logo após a exibição, é realizado um bate-papo para a troca de afetos e sensações causadas pelo filme.

Os interessados em participar do evento devem fazer a inscrição pelo formulário https://forms.gle/5wPfoHqYkiGfixXZ8 ou por email: cinelanternamagica@gmail.com 

Sinopse: Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementine em momentos de sua memória os quais ela não participa.

Programação: 

17/10 - Deixa a Luz do Sol Entrar - Claire Denis
24/10 - O Espelho, de Andrei Tarkovsky
07/11 - Dor e Glória - Pedro Almodóvar